O mercado financeiro tem se tornado uma opção bastante atrativa aos olhos de muitos empreendedores. Isso se deve a diversos fatores, entre eles a necessidade de empresas que fomentem a economia, que aliem as operações à tecnologia e que auxiliem a tornar a vida financeira das pessoas e empresas muito mais prática e ágil. 

É por essas e outras razões que empreender no mercado financeiro tem se tornado uma solução, tanto para quem aposta nesse segmento, quanto para quem utiliza os serviços prestados por ele.

Se você quer entender um pouco mais sobre o comportamento desse universo e descobrir como você pode empreender no mercado financeiro, fique conosco até o final do post e descubra!

Como o mercado financeiro guarda suas oportunidades?

A migração dos principais serviços financeiros, anteriormente oferecidos por bancos e grandes instituições, hoje possibilita que algumas operações sejam realizadas de forma mais vantajosa para os clientes.

Inúmeros benefícios foram gerados para pessoas físicas e jurídicas a partir do surgimento de instituições alternativas que prestam serviços semelhantes aos bancários, com taxas muito mais atrativas e um atendimento mais próximo. A exemplo disso, estão o surgimento das:

  • financeiras;
  • fintechs;
  • factorings.

Para quem opta por esses empreendimentos, o mercado reserva a oportunidade de atuar em busca da satisfação pessoal, aproveitando melhores oportunidades de mercado e oferecendo serviços completos para os clientes, muitas vezes em cooperação com as grandes instituições.

Continue conosco e confira como empreender em cada um desses segmentos.

Financeiras

As financeiras são o tipo de negócio para o qual sempre haverá mercado, afinal, as pessoas precisam de dinheiro em diversas situações e quando não conseguem cobrir certa necessidade com seu orçamento, recorrem a essas empresas.

Apesar disso, não é exatamente barato investir nesse tipo de negócio, principalmente no início. No entanto, se analisarmos em médio e longo prazo, as financeiras podem se transformar em negócios muito rentáveis.

Entre os principais serviços oferecidos estão:

  • capital de giro para empresas;
  • serviços de cartão de crédito;
  • crédito e empréstimo pessoal;
  • consignado em folha.

Porém, para abrir um financeira e começar a executar as atividades, é necessário:

  1. estabelecer um plano de negócios conciso, que preveja as oportunidades de mercado e os riscos do negócio, bem como os aspectos legais, financeiros e operacionais;
  2. negociar a representação de, pelo menos, uma bandeira com um responsável pelo setor em um banco;
  3. obter uma autorização emitida pelo Banco Central, que libera a construção de uma sede e regulariza o funcionamento da empresa;
  4. registrar um CNPJ;
  5. encontrar escritórios de confiança de advocacia e contabilidade que sejam parceiros do negócio.

A partir disso já é possível dar início às atividades e à divulgação do negócio.

Fintechs

Se existe uma combinação capaz de agitar o mercado financeiro é a união entre tecnologia e finanças. A indústria financeira revolucionou e continua mudando a forma como as pessoas e empresas lidam com o seu dinheiro. O resultado disso é uma oportunidade interessante, porém, desafiadora para os empreendedores.

Para desburocratizar a relação com o dinheiro e agilizar as operações financeiras, é preciso estar disposto a estabelecer parcerias inteligentes, romper com os formatos tradicionais de negócios financeiros e enfrentar alguns processos para iniciar esse tipo de empreendimento.

Um dos passos mais difíceis para começar a exercer essa atividade é passar pela regulamentação das fintechs. Isso porque as leis foram pensadas para prevenir os abusos que pudessem prejudicar os envolvidos no negócio, sejam empresas, investidores ou a população. Portanto, para conseguir colocar tudo em ordem, é preciso essencialmente destes dois profissionais:

  • contadores;
  • advogados.

A diferença da regulamentação entre os estados e/ou países e a forte concorrência dos bancos são fatores de risco para a escalabilidade do negócio. Um terceiro fator que merece atenção é a necessidade existente de conquistar a confiança dos consumidores mais tradicionais, que nem sempre estão dispostos a confiar em operações via internet.

Factorings

A iniciativa das factorings não é algo novo, mas vem ganhando força no mercado nos últimos anos. Essas empresas são responsáveis pelo fomento comercial e apresentam retorno do capital investido em aproximadamente um ano de atividade.

Em geral, para viabilizar o negócio não é necessário mais do que:

  • um espaço comercial bem localizado;
  • uma sala reservada para as negociações;
  • equipamentos operacionais, como computadores e impressoras;
  • um bom plano de negócios;
  • uma marca, CNPJ, licença da prefeitura e do estado.

No entanto, para garantir o melhor funcionamento, não custa investir um pouco mais de tempo e dinheiro para:

  • contratar um contador de confiança;
  • realizar uma análise de mercado e definir as suas estratégias;
  • construir um planejamento financeiro, de marketing e vendas.

​As factorings trabalham diretamente com pessoa jurídica e têm potencial para atender a um vasto mercado de empresas que buscam soluções para aumentar a sua movimentação de caixa e mercadorias, por exemplo. Portanto, trabalhando com agilidade e descrição, é possível melhorar significativamente suas condições de competitividade.

Quais são os conhecimentos necessários para atuar na área?

É importante que quem busca trabalhar no mercado financeiro tenha alguma formação na área, seja em economia, administração ou mesmo finanças. Além disso, ter experiência em instituições financeiras é algo que contribui muito.

No mercado financeiro, não é preciso que você domine todas as áreas. Porém, é muito importante que você saiba com quem buscar as informações necessárias. Além disso, realizar parcerias com profissionais mais experientes que você só vai tornar o negócio ainda mais confiável. Outra forma de complementar as suas habilidades é empreender por meio de franquias.

Quais as vantagens de empreender com franquias?

Em geral, as franquias trazem consigo uma carga de experiência e know-how que dificilmente você encontrará em outro parceiro de negócio. Além disso, você conta com benefícios como:

  • referência da rede no mercado;
  • maior rentabilidade;
  • menor investimento em estrutura;
  • utilização de uma metodologia já testada;
  • infraestrutura mais completa.

Não satisfeita, a Federal Invest oferece suporte aos seus franqueados com:

  • montagem da agência;
  • treinamentos;
  • acompanhamento de consultores na inauguração;
  • apoio na divulgação;
  • acompanhamento do desempenho da agência;
  • supervisão de campo;
  • encontros periódicos nacionais com os franqueados.

Com isso, fica muito mais fácil empreender no mercado financeiro, não é verdade? Se você quer ficar por dentro de todas as nossas novidades e continuar recebendo nossos conteúdos, assine a nossa newsletter agora mesmo!