O mercado de franquia de factoring está crescendo no país, seja impulsionado pela busca dos empresários por alternativas mais competitivas para financiar seus negócios ou pelos investidores que procuram bons retornos no mercado financeiro. No entanto, muitas pessoas ainda desconhecem o factoring e as formas de investir nesse segmento.

O factoring, conhecido também como fomento comercial ou mercantil, integra o Sistema Financeiro Nacional (SFN). Ele está dentro do principal ramo do sistema, que se divide em quatro áreas: o mercado de capitais, de câmbio, monetário e de crédito. O factoring integra o grupo de operadores de crédito como uma instituição não-bancária.

Mercado de crédito e factoring

O factoring movimentou 2,375 bilhões de euros no mercado global de crédito em 2016, segundo dados da Factors Chain International (FCI). A América do Sul respondeu por 4,39% do volume total de recursos, ficando atrás da Europa (67,05%) e da Ásia (23,38%).

Sozinho, o Brasil totalizou 45,379 milhões de euros em operações realizadas por 594 companhias em 2016. No acumulado dos últimos sete anos, o crescimento do factoring no país foi de 56,67% — a FCI espera divulgar os dados de 2017 em junho de 2018.

Com o mercado em expansão, esse é o melhor momento para esclarecer as principais dúvidas sobre o investimento em uma franquia de factoring. Para isso, preparamos este post com as 13 dúvidas mais comuns sobre factoring:

  • Qual a diferença entre banco e factoring?
  • Qual a vantagem de optar por uma franquia em vez de abrir uma factoring sozinho?
  • Preciso de um sócio para abrir uma franquia de factoring?
  • Como proprietário, quais atividades devo exercer na franquia de factoring?
  • Posso atuar apenas como investidor no negócio de factoring?
  • Como é possível ampliar a lucratividade de uma factoring?
  • Qual o retorno do investimento em uma franquia de factoring?
  • Como consigo clientes em uma factoring?
  • O que devo fazer para abrir uma empresa de factoring?
  • Como funciona o enquadramento tributário e pagamento de impostos nas factorings?
  • Posso atuar com consignado se eu não tenho capital?
  • Eu posso escolher qual tipo de factoring eu ofereço na minha franquia?
  • Quais os riscos ao investir em uma factoring?

Portanto, continue a leitura e confira as respostas para tais questionamentos!

1. Qual a diferença entre banco e factoring?

A dúvida mais comum é a diferença entre um banco e uma factoring. A principal distinção é a forma como cada instituição capta dinheiro e oferta recursos. Os bancos obtêm dinheiro de diferentes fontes como emissão de títulos de dívida e captação de recursos via poupança, para citar alguns exemplos.

Esse dinheiro é oferecido para os clientes do banco por meio de diferentes produtos como empréstimos, financiamentos e outras linhas de crédito. Os clientes pagam taxas e juros pelo uso desses serviços e o banco remunera as fontes de captação com parte desse valor.

Já no factoring, a agência de fomento compra títulos de crédito, como duplicatas, cheques e direitos de contrato, de empresas que realizaram vendas a prazo. Com isso, a factoring antecipa o pagamento de recebíveis e cobra uma diferença para arcar com os custos da operação.

Em resumo, a factoring antecipa um dinheiro que a empresa vai receber de qualquer forma. Não existe a captação de recursos com terceiros não envolvidos na operação. O dinheiro sai direto da factoring. As agências de fomento também fazem a gestão de contas, incluindo serviços de cobrança.

2. Qual a vantagem de optar por uma franquia em vez de abrir uma factoring sozinho?

É possível montar a própria empresa de fomento comercial sozinho. No entanto, além do investimento necessário para o capital de giro, é preciso montar um plano de negócios, estabelecer a estrutura operacional da empresa, contratar e treinar todos os funcionários.

Antes do negócio começar a funcionar, é preciso investir também na divulgação da agência de factoring e contratar um advogado especializado ou um escritório para ter suporte jurídico nas operações. Sem experiência prévia com factorings, não é indicado começar um negócio sem o acompanhamento de profissionais experientes.

Para cada uma das etapas citadas anteriormente, é necessário trabalhar com especialistas. Com o suporte correto, você economiza dinheiro e tempo ao investir no próprio negócio. Por isso, procurar uma franquia de factoring é mais indicado para conciliar custo competitivo e segurança.

Uma franquia de factoring vem com um modelo de negócio pronto, assim como a previsão de retorno do investimento. Além disso, toda a estrutura necessária para estabelecer uma agência é oferecida pela empresa. Os funcionários recebem treinamento e a agência pode usar a divulgação de toda a rede para promover o próprio negócio. Outras vantagens são:

  • aplicação de metodologia de negócio testada;
  • atuação com uma marca que já é referência no mercado;
  • software próprio com todas as ferramentas necessárias para operar online;
  • a rede de franquias faz a montagem de toda a agência;
  • a inauguração do negócio é acompanhada por consultores da franqueadora;
  • a rotina operacional e os indicadores de desempenho são acompanhados pela rede.

3. Preciso de um sócio para abrir uma franquia de factoring?

Você pode abrir uma factoring sozinho constituindo uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli). Essa modalidade não exige a participação de um sócio na composição da empresa. Criada em 2011, a Eireli permite que o proprietário possa separar os bens e obrigações da empresa dos recursos privados.

Dessa forma, o patrimônio do empreendedor fica protegido, porque os bens não podem ser usados para quitar dívidas da empresa. No entanto, é preciso ter um capital mínimo de pelo menos 100 vezes o valor do salário mínimo na abertura da empresa.

Todas as outras regras para abrir uma factoring são as mesmas estabelecidas para qualquer outra empresa comercial. Também não é necessário obter autorização do Banco Central para atuar, porque o fomento é uma atividade não-bancária.

4. Como proprietário, quais atividades devo exercer na franquia de factoring?

As atividades pelas quais você ficará responsável ao abrir uma franquia de factoring dependem dos seus planos. Caso o seu objetivo seja se tornar dono do próprio negócio, o modelo de franquia permite que você tenha uma atuação ativa na rotina da empresa, cuidando da gestão da equipe e da carteira de clientes, por exemplo.

Agora, se os seus planos são investir em uma franquia de factoring para não ter preocupações diárias com o andamento da empresa, você pode optar por contratar um profissional para cuidar da gestão. O mais indicado, entretanto, é que você se envolva no negócio. Com um proprietário engajado, fica mais fácil manter a equipe motivada e conquistar os objetivos.

Mas pode ficar tranquilo que você e os seus funcionários nunca estarão sozinhos. A rede de franquias oferece consultoria em todas as etapas do negócio, suporte comercial, jurídico e de contabilidade. Toda a estrutura da rede para publicidade, marketing e assessoria de imprensa também fica à disposição.

5. Posso atuar apenas como investidor no negócio de factoring?

É possível atuar apenas como um investidor em uma franquia de factoring. Nesses casos, você pode ser apenas um dos sócios ou contratar alguém para gerir o negócio. Se você escolher a segunda opção, precisa encontrar um profissional com o perfil desejado e fazer a contratação.

O mercado de factoring está em expansão e representa uma excelente oportunidade de negócio, mas exige muita dedicação. Entender o funcionamento do factoring, identificar as necessidades dos clientes, propor soluções e observar as mudanças do mercado são essenciais para elevar a rentabilidade. Por isso, se envolver na gestão da franquia é o mais indicado.

6. Como é possível ampliar a lucratividade de uma factoring?

A principal atividade de uma factoring é a antecipação de recebíveis de cheques e duplicatas de empresas. Embora essa atividade por si só seja suficiente para dar um bom retorno financeiro, promover outros serviços da franquia de factoring é a chave para conquistar ganhos ainda maiores.

Serviços como a antecipação de vendas realizadas no cartão de crédito são uma das formas de diversificar os ganhos com factoring. Essa é uma modalidade que vem se consolidando no mercado e atende a demanda de empresas que vendem a prazo, mas precisam dos recursos à vista.

Outra possibilidade é atender empresas que estão crescendo e precisam antecipar recebíveis de maior valor. Para isso, existe o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) da Federal Invest. Com ele, é possível antecipar uma duplicata ou direito de contrato de alto valor.

A gestão de contas a pagar e receber é outro serviço a ser oferecido pela factoring para diversificar ganhos e também estreitar o relacionamento com os clientes. No serviço de gestão, a factoring assume tarefas rotineiras do cliente como emissão e pagamento de boletos, controle e cobrança de clientes em atraso e acompanhamento dos prazos para pagar todas as contas em dia.

Caso você queira ampliar a atuação da sua franquia de factoring atendendo pessoa física, a Federal Invest oferece o crédito com garantia imobiliária. Nesse produto, um imóvel é usado como garantia para a concessão de empréstimo. Esse tipo de crédito atende, por exemplo, pessoas que precisam de recursos para começar um negócio ou estão com dívidas e necessitam de uma saída com juros mais baixos.

Com a diversificação das fontes de receita da sua franquia, equipe motivada, estrutura de custos enxuta e o atendimento personalizado para cada cliente, você tem todos os componentes necessários para obter o máximo de retorno com o seu investimento.

7. Qual o retorno do investimento em uma franquia de factoring?

O retorno de qualquer investimento sempre depende de algumas variáveis. No caso da franquia de factoring, uma vantagem é ter um modelo de negócio consolidado e com projeções de retorno de investimento mais seguras, porque tem como base um amplo histórico de atuação.

As franquias da Federal Invest, por exemplo, trabalham com um capital de giro para operações de R$ 500 mil, uma taxa de franquia de R$ 100 mil e um valor estimado de R$ 30 mil para custos com montagem, abertura e inauguração de uma agência física. Considerando esses valores, o prazo estabelecido para o retorno do investimento é de 12 meses.

Esse prazo é relativamente curto se comparado a opções de negócio na área comercial e financeira, o que coloca a franquia de factoring no topo dos negócios rentáveis do mercado. Comparando com investimentos em produtos financeiros, o retorno é ainda maior.

Para garantir que a gestão da franquia está sendo feita de maneira correta, auxiliar na captação de clientes e resolução de problemas na rotina, a equipe da rede de franquias está sempre disponível para ajudar. Com o apoio de profissionais especializados, é mais seguro e rápido superar qualquer problema no meio do caminho e conquistar o retorno desejado.

8. Como consigo clientes em uma factoring?

Se você está decidido a investir em um negócio próprio, não tem mais dúvidas sobre a gestão operacional da franquia, mas ainda se preocupa com a captação de clientes, esse tópico vai esclarecer todas as suas dúvidas.

É comum ter receio de não conseguir montar uma carteira de clientes. Principalmente para quem abre o próprio negócio pela primeira vez, esse costuma ser um medo recorrente. Mas você já parou para pensar em como os empreendedores de franquia de factoring estão se multiplicando pelo país?

Isso é possível porque a rede de franquias, além de dar todo o apoio na divulgação e ser uma marca consolidada em todas as regiões do país, oferece serviços específicos para ajudar a construir e ampliar a carteira de clientes.

A Federal Invest tem uma central de prospecção de clientes, por meio da qual interessados em antecipar recebíveis e utilizar outros serviços da factoring em todo o país são captados e encaminhados para o atendimento das agências.

Existe também a opção de fazer operações compartilhadas entre os franqueados. A estrutura da rede de franquias permite que essa parceria ajude a ampliar a carteira de clientes dos investidores sem canibalizar o negócio. O treinamento oferecido aos funcionários também ajuda a preparar toda a sua equipe para atrair e reter clientes, convertendo os atendimentos em operações e indicações para novos negócios.

Além de todas essas alternativas, você ainda poderá captar clientes por meio do Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) da Federal Invest. Essa opção aumenta ainda mais a sua rentabilidade como franqueado e possibilita a oferta de valores maiores de crédito para os clientes.

9. O que devo fazer para abrir uma empresa de factoring?

O processo para constituir uma empresa de factoring é relativamente simples se você optar por uma franquia. Toda a equipe jurídica e contábil da rede vão garantir um processo mais rápido e seguro para abrir as portas do seu negócio próprio.

Veja a seguir quais os passos para ter uma agência de factoring:

  • 1º passo: o investidor faz o primeiro cadastro no site da Federal Invest;
  • 2º passo: o investidor preenche e envia a ficha de pré-qualificação;
  • 3º passo: a rede de franquias recebe e avalia a ficha de pré-qualificação;
  • 4º passo: a Federal Invest agenda uma reunião para apresentar o plano de negócio;
  • 5º passo: a rede de franquias disponibiliza a Circular de Oferta de Franquias (COF) para o investidor com todas as taxas a serem cobradas na franquia;
  • 6º passo: ambas as partes formalizam o interesse no negócio;
  • 7º passo: o investidor fornece os documentos e formulários preenchidos;
  • 8º passo: a Federal Invest recebe e avalia todos os documentos entregues;
  • 9º passo: a rede aprova e elabora o contrato de franquia;
  • 10º passo: ambas as partes assinam o contrato;
  • 11º passo: o ponto comercial é definido em um acordo entre as partes;
  • 12º passo: o investidor e os funcionários da agência recebem treinamento;
  • 13º passo: a proposta de comunicação visual para a unidade é apresentada;
  • 14º passo: a agência é montada e entregue para o franqueado;
  • 15º passo: a agência é inaugurada com o acompanhamento da Federal Invest.

É importante lembrar que a equipe da Federal Invest fica sempre disponível para responder todas as perguntas dos potenciais investidores e franqueados. Com essa parceria, você não terá problemas para abrir e manter a gestão do negócio em ordem.

10. Como funciona o enquadramento tributário e pagamento de impostos nas factorings?

As franquias de factoring, chamadas também de empresas de fomento comercial, são obrigadas a adotar o regime de lucro real como regime tributário. Isso significa que a empresa precisa apurar o resultado líquido do exercício para o cálculo de incidência de impostos. Essa obrigação foi estabelecida pela Lei 9.430/96.

Já os impostos incidentes na operação das factorings são divididos em duas esferas: municipal e federal. O Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) é municipal e o PIS, Cofins, Imposto de Renda Pessoa Jurídica e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) são federais. Embora as factorings não sejam instituições bancárias, elas também pagam o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

11. Posso atuar com consignado se eu não tenho capital?

Ter o capital de giro necessário para realizar as operações de factoring é um dos requisitos para investir no mercado. Apesar dessa característica, a rede de franquias da Federal Invest possui alguns produtos que não exigem o uso de recursos financeiros do franqueado.

Atuar com a captação e encaminhamento de clientes para o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) da Federal Invest ou para o Crédito com Garantia Imobiliária são algumas alternativas nas quais o franqueado não usa recursos próprios.

Outra opção é revender produtos da Serasa Experian ou oferecer a antecipação de recebíveis de cartão, abdicando os títulos para que a Federal Invest conceda os adiantamentos.

Em todas as possibilidades, não é preciso disponibilizar recursos diretamente e o franqueado recebe uma comissão por cada operação realizada. Assim, fica muito mais fácil capitalizar a franquia quando o investidor não tem muito dinheiro disponível para executar os adiantamentos.

12. Posso escolher quais tipos de factoring eu ofereço na minha franquia?

Os tipos de factoring oferecidos pela rede de franquias da Federal Invest são o factoring comercial e o trustee. O primeiro tipo é o mais comum e se trata da antecipação de recebíveis como cheques e duplicatas. Já no trustee, a factoring faz a gestão dos títulos, incluindo a cobrança junto aos clientes, e realiza o pagamento de contas da empresa.

Além dos tipos, o factoring ainda apresenta uma variação relacionada ao risco que a franquia pode propiciar. É possível realizar factoring com recursos, quando a empresa cliente fica responsável por reembolsar o valor antecipado em caso de inadimplência do título. Outra alternativa é o factoring sem recursos, quando a franquia assume o risco do cliente final não arcar com o pagamento do título.

13. Quais os riscos ao investir em uma factoring?

O risco ao investir em uma factoring está diretamente relacionado à inadimplência nos títulos antecipados. Para isso, é possível definir quais as características de factoring que você vai oferecer e sempre fazer uma boa pesquisa do perfil de crédito do cliente.

No tópico anterior, explicamos que existem dois tipos de exposição ao risco de inadimplência. Em um deles a franquia de factoring assume sozinha o ônus e no outro o cliente reembolsa o valor antecipado se o título não for pago.

Outros riscos são os mesmos para qualquer empresa, como manter as declarações de imposto em dia, recolher os tributos adequadamente, seguir a legislação trabalhista e fazer o controle contábil do negócio. Para todas essas obrigações, a rede de franquias oferece suporte especializado com uma equipe multifuncional.

Por fim, reunimos todas essas informações para esclarecer as principais dúvidas sobre franquia de factoring. Desde a constituição de uma empresa, passando pela captação de clientes até a ampliação da lucratividade, o conteúdo reunido neste post vai ajudar você a avaliar melhor as vantagens de investir neste mercado.

Com as 13 principais dúvidas sobre franquia de factoring respondidas, você quer saber mais sobre como empreender no mercado financeiro? Leia este post que preparamos com dicas para você!